Au pair! Hum… au pair? Au pair… será???

É sempre assim. Quando estamos para passar para uma nova fase de vida, surgem dúvidas, receios, medos, incertezas, mudanças de humor e de opinião. Normal. Isso é porque nossa vida está a um triz de dar um giro de 90, 180, 360 graus… O ângulo da brincadeira vai depender muito do nosso grau de atrevimento, da nossa disposição para mudanças. Da nossa força der vontade e equilíbrio para tomarmos uma decisão e seguirmos em frente corajosamente.

Eita, que papo mais comportamental é esse? Tudo a ver com o que sentimos quando vivenciamos aquela primeira vontade de ser au pair, aquela pontada que nasce no peito e nos deixa ansiosos, eufóricos, tira a concentração das outras esferas da vida e faz a gente ficar louco atrás de querer saber mais a fundo o que é esse tal de au pair.

Isso acontece em parte pois quase todo mundo que decide ser au pair, o faz por ter um sonho anterior: morar no exterior. Então chega alguém e fala desse programa que parece cair como uma luva e ser a salvação de todos os outros impedimentos. À medida em que procuramos saber mais a respeito, vamos descobrindo que nem tudo é perfeito e mais dúvidas vem à tona. Será mesmo?

Bom, um começo é saber que existem várias agências que promovem esse tipo de intercâmbio. Existem regras. Tirar dúvidas nessas agências é um primeiro passo, porém, não deve ser o único, pois aí devem ser levados em consideração os interesses de cada parte. O Orkut tem sido um dos melhores meios de troca de informação das au pairs, democrático e livre, mas também pode ser perigoso se nos apegarmos às vivências particulares. O ideal é utilizar como um meio de obter informações, de desabafo e troca de experiência, sempre levando em consideração que cada caso é um caso. Falo isso pois sou au pair e sei que cada um de nós é responsável pelo seu próprio ano. Porém, nunca é demais ouvir a voz da experiência, não é mesmo? Enfim, como somos pessoas inteligentes e sortudas por vivermos na era da internet, vamos atrás de tudo quanto é informação com crítica, certo?

Pensando em facilitar a vida de vocês, sabendo da correria e da falta de tempo em que nos encontramos, vou iniciar um debate em forma de entrevistas para responder às perguntas mais malucas. Aproveite esse espaço pra matar sua curiosidade e tirar as dúvidas. Como eu vim pela Experimento, a agência brasileira representante da Au Pair in America, farei a primeira entrevista com a Geovana, gerente da Experimento de Piracicaba, SP.

Envie quantas perguntas quiser para esse email: gabiloschi@gmail.com

Vou repassar tudinho para ela responder aqui no blog. Se quiser pode pedir anonimato, se não é só enviar as perguntas com nome e idade, e foto opcional. O que está esperando? Enviarei tudo para ela no fim da semana que vem, mas aviso aqui quando estiver encerrado. Valeu gente, sorte a todos sempre!

Anúncios

Um comentário

  1. Oie Gábi
    Adorei seu post!
    Legal vc esta indo pela APIA tbm, fiz um post muito interessante sobre o suguro de vida depois da uma passadinha lá…
    Bjão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s